terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

DILMA DEVE ENTREGAR OU NÃO O PRÉ-SAL ????

DILMA DEVE ENTREGAR OU NÃO O PRÉ-SAL ????  
MONOPÓLIO DO PRÉ-SAL DEVE PERMANECER COM PETROBRÁS???

Calma minha gente, vender qualquer coisa só é ruim quando se vende quase de graça, a preço de banana.  Como aconteceu no tempo da "Privataria Tucana" quando as Empresas Estatais foram quase todas doadas, ou vendidas a preços irrisórios.


Veja que no caso do PRÉ-SAL a coisa é totalmente diferente, ninguém pensa em vender nenhuma Empresa Estatal de Nome PRÉ-SAL.  O que talvez possa acontecer é alugar o direito de exploração de risco, temporária, de algum Campo de Petróleo de características muito profundas, na camada do pré-sal.


Caso isso seja verdade, que nossa presidenta seja favorável que leilões e contratos de risco sejam firmados - em novas bases - com empresas privadas, ISSO NÃO SIGNIFICA PRIVATIZAÇÃO NOS MOLDES LESA-PÁTRIA DA PRIVATARIA TUCANA.


    Eu consigo entender - tranquilamente - que tem acontecido uma descoberta contínua, uma após outra,  de novos campos de petróleo na camada pré-sal.  Com uma quantidade tão imensa de campos petrolíferos em toda costa brasileira, que não seria possível explorar todos eles sem contar com participação externa.  A quantidade de capital, mão-de-obra e tecnologia disponível da Petrobrás (atual) é insuficiente para uma imediata exploração.


Caso Dilma flexibilize e aceite a participação - mais ampla - de outras companhias na exploração do pré-sal junto com a Petrobrás, teremos muitos ganhos.  Serão tantos os ganhos e de toda sorte, que seria uma irresponsabilidade de Dilma não fazer essa flexibilização.


A grande questão é...
NÃO ENTREGAR DE BANDEJA!
Mas temos que ver também o lado dos investidores.

Em dezembro, dois meses atrás, a imprensa dizia assim:

PETROBRAS TEM DIFICULDADES EM VENDER ATIVOS DO PRÉ-SAL ATÉ PARA CHINA! 

CONFIRA AQUI: https://www.linkedin.com/pulse/petrobras-enfrenta-dificuldades-para-vender-at%C3%A9-do-sergio-dos-santos?forceNoSplash=true


Estamos no final de fevereiro, praticamente em março, e a coisa mudou bem rápido, o preço da extração despencou, então os ativos do pré-sal estão mais atraentes para os investidores. Os custos mudaram, os riscos diminuíram (mas não se extinguiram).

Agora que está barato, molezinho, facilzinho explorar o pré-sal, porque antes ninguém queria ou acreditava nele, no pré-sal, devemos negociar essas concessões por um bom preço.  FAZER TOTALMENTE DIFERENTE DO QUE O PSDB DE FHC FEZ!


Temos que tomar cuidado, porque as propostas no Senado são de Serra do PSDB e isso é preocupante, mas se tudo for bem negociado e fiscalizado no Senado por Lindbergh e Requião - costurado por Renan - talvez cheguemos num bom acordo.

Feita todas essas ressalvas, vamos sim permitir os contratos de risco diminuindo a exclusividade da Petrobrás na exploração do pré-sal para que sejam geradas muitas receitas  não só para a Petrobrás e outras Industrias Nacionais, mais também para gerar mais empregos para brasileiros e "royalties" para Saúde e Educação.


Claro que O PRÉ-SAL É NOSSO!
Como também todo petróleo que está lá, na camada pré-sal, e é por isso que podemos vender esse petróleo e ganhar um bom dinheiro com ele.  Podemos vender também o direito de exploração dos poços que descobrimos por uma boa grana.  Nós vamos vender os dois, melhor que isso - os três - pois vamos ampliar nossa capacidade de refino e vender, futuramente, óleo refinado.  

EU CONFIO NO LULA!
E CONFIO EM DILMA TAMBÉM!

by Luiz Carlos Tollstadius
// Mico-Leão-Dourado



Leia Mais:
- Polêmica -

Parlamentares divergem sobre votação do PLS que tira prioridade da Petrobras no pré-sal

Enquanto Renan Calheiros insiste em incluir matéria na pauta, outros senadores lutam pelo adiamento. Representantes do Comitê de Defesa das Estatais acompanham a sessão.
Postar um comentário