sábado, 9 de setembro de 2017

Por que Países Ricos Não Privatizam Estatais?

SE VOCE JÁ ENCHEU O PEITO PARA DIZER:

TEM QUE PRIVATIZAR!
VOCÊ É BURRO!


As empresas e os governos estrangeiros querem muito, tudo o que puderem levar, restando para nós somente olhar para o espelho retrovisor e ver toda a riqueza brasileira sendo raptada, enquanto em nossa volta somente a miséria que vai ficar.

Por que países desenvolvidos não privatizam as suas empresas estatais? A resposta que dariam seria ESSA: -Nós não somos loucos p/ fazer isso. Vender o que NOS SUSTENTA = proporciona a renda???
Seria perder o que nos mantém competitivos no campo econômico. Seria perder a soberania e a independência de modo que um outro país passe a ser o seu controlador.
Nada justificar a entrega dos bens públicos, mas as desculpas falsas são sempre as mesmas:
1. Afirmam que estatais dão prejuízo, (Mentira, a maioria dá algum tipo de lucro, ainda q social) 2. Que geram corrupção, (Corrupção existe em todo lugar, em todo planeta, toda empresa) 3. incham a folha de pagamento, (O que dá despesa ao governo é pagar juros aos rentistas) 4. que são cabides de emprego... (Se são cabides de empregos, vamos criar 1 estatal p/dia)
No entanto, os motivos alegados mais vis são quando dizem, querendo te convencer, que o bem privado é melhor do que o bem público, e que é melhor você pagar por algo, do que utilizar esse mesmo algo de forma gratuita...
Leia MAIS AQUI:

sexta-feira, 7 de outubro de 2016


Privatizações: A Distopia do Capital (Documentário) (2014)

https://verlereconhecer.blogspot.com.br/2016/10/privatizacoes-distopia-do-capital.html


Por Tereza Cruvinel
"Conversando com um diplomata estrangeiro esta semana ele riu-se do que chama nossa inocência. Só nós (brasileiros desolados com o descarrilhamento nacional) achamos que o golpe, a Lava Jato, a demonização da política e a caçada a Lula são tramas conduzidas apenas por gente do Brasil, como Moro, Janot, Temer, parte do Judiciário, mídia, Polícia Federal etc. 

Enquanto o filme passa, as transnacionais avançam sobre o petróleo, o pré-sal, o sistema elétrico, o subsolo e a Amazônia. O mesmo filme, diz ele, que está em cartaz em outros países da América Latina, inclusive no Equador, onde o sucessor de Rafael Corrêa, tal como Pallocci, passou-se para o outro lado. Talvez tenha razão, talvez seja paranoico, mas a precisão do roteiro e a impotência geral diante de seu avanço são impressionantes."  Leia Mais Aqui
https://www.facebook.com/groups/solidarioscomzedirceu/permalink/1663080840410966/


 ===================================




"O general do Exército Antônio Hamilton Mourão afirmou... 




Nenhum comentário: