domingo, 14 de dezembro de 2014

Mídias Podres - Podres Poderes


Mídias Podres - Podres Poderes
( paciência...  a conta da brincadeira vai ser paga no final )
"Sou petista, mais tem horas que acho que o PT, tem que se lascar mesmo.... fica sentando em cima dos débitos de impostos da Globo, da Veja e de tantas outras porcarias que existem no Brasil... Bota fechado em cima destes FP.... na hora que doer no bolso deles, eles talvez comecem a fazer uma imprensa menos tendenciosa...Corta logo as verbas publicitárias federal.. mexa no bolso deles... são um bando de vagabundos.... PT, é hora de agir..."



Você está certo! Só q tem q comer o mingau pelas beiradas, se não queima a boca. Vamos comer o prato todo, inteiro, mas... começando pelas beiradas!


Dilma está cortando as verbas $$$$$$$$$ aos pouquinhos e o destino geral do PIG é a falência - VALE A PENA ESPERAR PARA VER!  (QUEM VIVER VERÁ)


Uma professora quando vê um aluno ruim, tenta em primeiro lugar convence-lo a melhorar.  Mas as vezes esse aluno, mesmo que seja estimulado a se modificar,  não faz nada por si mesmo,
e o pior de tudo: bagunça a classe inteira e não deixa ninguém se beneficiar das aulas.

Num caso desses, a boa mestra fala com os responsáveis para dar limites ao bagunceiro, mas normalmente -esses tais- que deveriam exercer sua autoridade e corrigi-lo endossam seu mau comportamento.  Então vários dos seus coleguinhas passam a imitá-lo por perceberem que também podem agir daquele jeito porque não serão punidos. Ao menos é isso que esses pestinhas pensam, e também é isso que os pais desses monstrinhos acham.
Mas só que não é assim que funciona, nossa instrutora de classes está  muito tempo no magistério e sabe que ao final do ano letivo esses alunos serão punidos c/ reprovação.  Não! não será a "Tia" que vai reprová-lo, nem a ele nem aos seus seguidores, serão eles mesmos (e os pais das crianças) que promoverão a desgraça toda.  
A "prô" não dá notas ruins aos alunos, somente corrige as provas e coloca de caneta um número na parte superior que corresponde ao total de acertos.  Este somatório anual de notas tiradas é que define: aprovação ou reprovação.
Mas assim como os petizes e seus familiares não entenderam sobre a real importância e necessidade da aplicação nos estudos, também não vão entender o porque do insucesso dos seus pimpolhos.  Vão jogar toda culpa na professora!
A benigna educadora sabe disso tudo, então o que faz? O que faz p/ evitar conflitos desnecessários e o desgaste?A resposta é simples, dá notas maiores que o aluno merece!  Como assim??  Bom, ele merece um Zero bem grande por que errou a prova toda ela coloca um 3,5 na sua prova.  Acontece de novo ela "dá" um 2,8.  E de novo ela dá um 5,0...

Aí quando chega o fim do ano ela diz aos pais:

"É...  bem que eu quiz ajudar, fiz todo o possível, mas não deu para o Joãozinho passar-de-ano, quem sabe esse ano agora ele não estuda mais e consegue."

Os pais, que sabem toda a verdade, pensam:

  "Joãozinho tinha mais é que se fuder!" e resolvem apoiar mais a professora e colocam o pirralho para fazer as coisas certas.  Mas não vai ter isenção de mensalidades do ano repetido, não.  VAI TER UM  PREÇO BEM CARO TODA ESSA BRINCADEIRA!


Só que a conta toda - por vários motivos - é deixada para ser cobrada no final!  Mas no fim... vai ser paga, tenham paciência, igual a paciência da professora.  E também a mesma sabedoria!



Nenhum comentário: