quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

OBAMA ANUNCIA FIM DO EMBARGO ECONÔMICO A CUBA!

"O Porto de Mariel é visto como uma maneira de se antecipar aos investidores americanos"

OBAMA ANUNCIA FIM DO EMBARGO ECONÔMICO A CUBA!
==================================================
Obama anuncia o fim obrigatório do embargo, pois, de fato, ele "AINDA" não aconteceu (esse fim depende ainda do congresso americano) mas é "INEVITÀVEL". É inevitável pois os chineses começaram um canal na Nicarágua maior e melhor q o do panamá. Americanos não querem ficar de fora desse mega projeto mundial que só pode ser detido por uma guerra mundial. OBAMA, sabiamente, escolheu compartilhar os benefícios e cuidar de tirar proveito econômico, o máximo que puder pra os EUA.


China, Rússia, Brasil
e vários outros países estão investindo vários bilhões nessa pequena ilha e o EUA não querem ficar atrás nesse processo (tem petróleo na ilha).


Inclusive acredito que o presidente Obama também queria acabar com o bloqueio, não sei quando vai terminar o bloqueio... mas este acordo entre Cuba e EUA é um avanço. E quero dizer que meu governo está de acordo com o que fizemos em Mariel (financiamento de quase 900 milhões de dólares), uma obra estratégica tão criticada pela oposição, foi ridículo o que se disse sobre Mariel”,  DILMA ROUSSEF.  
=================================================================
RESTABELECIDA AS RELAÇÕES ENTRE OS PAÍSES, O PORTO DE MARIEL, FINANCIADO P/ DILMA VAI FUNCIONAR A PLENO VAPOR!

BRASIL SAI NA FRENTE! 
(DILMA TINHA RAZÃO)

O polêmico projeto do Porto de Mariel, em Cuba, indica que Brasil já previa fim do isolamento imposto pelos Estados Unidos à ilha comunista!

Meses depois da inauguração da primeira parte do porto, o presidente Barack Obama anunciou a retomada das relações diplomáticas com Havana nesta quarta-feira (17/12) e disse que pretende ter um "debate honesto e sério" com o Congresso sobre as perspectivas de uma total suspensão do
embargo comercial que já dura mais de meio século.
"O Porto de Mariel poderá se tornar um centro de logística no Caribe quando os EUA levantarem o embargo",

fonte: © 2014 Deutsche Welle | Expediente | Contato
leia mais: http://www.dw.de/porto-de-mariel-indica-que-brasil-previa-fim-do-isolamento-cubano-dizem-analistas/a-18138027


Cuba e Estados Unidos se reaproximam, e o Brasil com isso?




Diretor da Fiesp explica sua importância estratégica para o Brasil

ASSISTA AO VÍDEO: [CLIQUE AQUI] Porto de Mariel - Cuba: 






"Esses 50 anos mostraram que isolamento não funcionou", diz Obama sobre Cuba


O grito idiota de “Vai pra Cuba” foi p/ o espaço c/ a reaproximação de Obama


A idéia é instalar indústrias nacionais (brasileiras) na Zona Franca de Cuba, para produzir, aproveitando-se dos incentivos fiscais e flexibilidade para a contratação da mão-de-obra cubana altamente qualificada.
Dessa forma, o Brasil teria um posto avançado para exportar inicialmente para América Central e depois (eventualmente) para os Estados Unidos, segundo Thomaz Zanotto, diretor de relações internacionais e comércio exterior da Federação das Indústrias do Estado de SP (Fiesp).
E ainda, acrescento eu: receber a produção da Refinaria de Pasadena.

By Mico-Leão-Dourado
//Luiz Carlos Tollstadius

Leia: 18 motivos da mudança dos EUA em relação a Cuba





Os Coxinhas Piram!!!!
FONTE:
http://www.dn.pt/inicio/economia/interior.aspx?content_id=3627238
China fará Canal maior q do Panamá
Nicarágua e a firma chinesa
concessionária do projeto do novo 
Canal Interoceânico na América Central 
anunciaram hoje que as obras de construção
terão início em dezembro deste ano. (2014)
"As obras começarão, segundo o planejado, em dezembro de 2014", informou o Governo centro-americano numa nota de imprensa com data de 10 de janeiro, assinada pelo Presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, e o proprietário da firma, Wang Jing, de origem chinesa.

O projeto destina-se a construir um canal maior que o do Panamá e que custará 40 mil milhões de dólares (30 mil milhões), segundo dados oficiais.

Este novo canal unirá os oceanos Pacífico e Atlântico, e terá:
  • um oleoduto, 
  • uma estrada, 
  • dois portos 
  • dois aeroportos 
  • duas zonas francas

É claro que este mega-projeto de um grupo empresarial chinês, HKND Group, na Nicarágua, é algo que preocupa os EUA. Acostumados que estão com a exclusividade do Canal do Panamá, cujo controle está em suas mãos (ainda que de forma indireta). 



Nesse novo canal na Nicarágua, longe da sua esfera de poder e influência, transações internacionais e todo tipo de transportes de carga acontecerão sem a sua supervisão e interferência.

Produtos tecnológicos, armamentos e frotas de navios farão suas rotas de forma totalmente independente da sua vontade.  E os EUA nada poderão fazer.

Caso recente exemplifica:
Autoridades panamenhas impediram navio norte-coreano de transportar açúcar e motores Migs, de Cuba, como parte de um acordo interno entre Coréia do Norte e Cuba, sobre Aviões.
Onde o Coréia iria reparar motores e Cuba em troca, pagaria com açúcar. 

O caso foi considerado e tratado como "tráfico de armas" e ficou claro que por trás de tudo estava os EUA.
Não teria um "porquê" do Panamá se sentir ameaçado ou de alguma forma afetado por transações comerciais entre Cuba e  Coréia do Norte.

Veja mais
Matéria completa aqui:

Nenhum comentário: