segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

O CIRCO DA REPÚBLICA DO PARANÁ - VAMOS PEDIR O IMPEACHMENT DO JUIZ MORO!


O CIRCO DA REPÚBLICA DO PARANÁ
VAMOS PEDIR O "IMPEACHMENT"
DO JUIZ MORO

====================

VEJA SUA FICHA DE AFILIAÇÃO AO PSDB
CERTIDÃO DE AFILIAÇÃO - DO PAI - AO PSDB
 https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1716721111902072&set=gm.1711779972426478&type=3&theater
ATENÇÃO!
CERTIDÃO DE FILIAÇÃO PARTIDÁRIA DE 

SERGIO ROBERTO MORO.
Situação: REGULARMENTE FILIADO AO PSDB

 ESSE DAI DEVE SER O PAI. 
O JUIZ DA LAVA JATO É SERGIO FERNANDO MORO

PRISÃO DE VACARI DO PT
ERA CORTINA DE FUMAÇA!

=======================
JUIZ MORO FAZ JULGAMENTO SECRETO -
INOCENTA - PSDB - E OUTROS PARTIDOS 
E NOTÍCIA FICA ESCONDIDA PELA GLOBO!

Propina da Abreu e Lima foi para PP, PSB e PSDB, diz Youssef


Alberto Youssef teria pago USD 131.000,00 a Gabriel Nunes Pires Neto, então Diretor de Operações Internacionais, do Banco do Estado do Paraná S/A - Banestado! 

http://jornalggn.com.br/sites/default/files/documentos/acao_penal_no_5035707_sentenca_youssef.pdf

No PSDB, o alvo da propina teria sido o ex-presidente da sigla Sérgio Guerra, morto em março do ano passado. De acordo com a publicação, o dinheiro foi desviado entre 2010 e 2011, e parte da propina foi paga em doações oficiais a candidatos.
O doleiro teria ainda detalhado que a propina paga a Sérgio Guerra, do PSDB, tinha o objetivo de impedir a realização e uma CPI da Petrobras. Segundo a Folha, foram destinados R$ 10 milhões para barrar a CPI, e parte desse dinheiro foi para presidente do PSDB.
Quando descobriu que o maior desvio da Lava Jato, os 16 Bilhões da Refinaria Abreu e Lima em pernambuco, envolvia somente o PSDB, PP e PSB, o juiz Moro atribuiu a culpa a defuntos e realizou um julgamento dia 22 de abril de 2015 em absoluto segredo, implicando apenas uns gatos pingados, sem citar nenhum político, dando o caso por encerrado. A imprensa ocultou. 
Segue a sentença: 
http://jornalggn.com.br/sites/default/files/documentos/sentenca-lava-jato.pdf

Lava Jato: 1ª condenação envolve denúncia de desvios para PSDB, PP e PSB



Como as investigações não chegaram a nenhum nome do PT... Só tinha político do PSDB, PP e PSB no rolo, ele resolveu na surdina com o apoio da mídia. Denúncia? Inquérito? Julgamento? Tudo ao gosto do freguês.

A sentença foi proferida na tarde desta quarta-feira (22). O caso, entretanto, teve pouca repercussão na imprensa nacional, que divulgou notas semelhantes ao comunicado da assessoria de imprensa da Justiça Federal do Paraná. Tomou mais espaço e manchetes um vídeo que ocasionou a prisão da cunhada do ex-tesoureiro do PT João Vaccari, do que a primeira condenação da Lava Jato.


Outro lamentável número circense da Lava jato....pelo rumo e partidarismo, era de se esperar um lixo desses, devidamente acobertado pela mídia. ... então, quando não tem PT envolvido, não prendem ninguém, usando o jeitinho brasileiro. ...
Leia mais aqui: http://lnk.pics/7Bw



"É preciso que o Janot peça ao Supremo Tribunal de Justiça, garantidor da legalidade e das garantias da Constituição, que este coloque um freio nessa justiça feita de afogadilho, às pressas, sem que se respeitem as garantias fundamentais. Ou seja, Impeachmente do Juiz Moro!
Os noticiários informam hoje que Moro ordenou a prisão de João Vaccari Neto,
tesoureiro do PT.

Moro age como um procurador, um juiz de instrução, não como um juiz de verdade, que olha imparcialmente os dois lados da balança: a acusação e a defesa. 

Qual o perigo que Vaccari representa à sociedade ou qual o obstáculo que representa para as investigações?Nenhum.


Afinal, o que pretende o juiz Moro? 
Descumprir a Constituição com prisões arbitrárias?
Que absurdo é esse?
O que está acontecendo com o país?

---------------------------------------------------------------------------------------
Adicionar legenda
Como acabar com esse absurdo?
É possível um impeachment do Juiz Moro?

No Brasil a lei diz que para que haja impeachment, precisa provar crime de responsabilidade.




É imperioso que os juizes sejam postos a salvo de influências político-econômicas...
... tanto no âmbito interno como no externo, e para tanto faz-se necessário criar outros institutos jurídicos disciplinadores da atividade jurisdicional, caso contrário, as garantias constitucionais da magistratura soarão falsas. 

Se há alguém como o Juiz Moro, 
com laços antigos e estreitos com o PSDB, há um grande risco de conflito de interesse. 
Nesse caso, quando já declarou publicamente em conversas, em artigos, blogs e rede social que milita por um determinado partido, que é o PSDB...
  
Se ele deixou evidente seus interesses, também da sua mulher e de muitos dos seus parentes, se tem (ou teve) laços com o setor político, em especial o PSDB...

Então temos um problema!
Se ele  -antes de ser juiz- trabalhou com pessoas com as quais estabeleceu vínculos fortes de amizade...

O problema é que essas pessoas não ousam tomar medidas duras, sanções, contra os seus futuros (ou ex) clientes. 

Nesse caso, deve-se proibir a pessoa de ser Juiz no setor que ela se relacionou durante três ou quatro anos, porque há conflitos de interesse.

Esse é o chamado fenômeno das “portas giratórias”, quando um advogado atua (tem clientes) na área política e depois vira Juiz, saiu de uma carreira privada e vai para o Serviço Público.

Existe uma contaminação que o impede de ter isenção, deixa tudo passar!

Deveria atuar em outra cidade, outro estado, ou pelo menos em causas em que não envolvam seus antigos clientes.  Em especial, quando transfere toda sua clientela para sua esposa, ele termina por não se desvincular verdadeiramente dos seus antigos clientes.


Isso de sair do setor privado como advogado, que em última análise é ser um homem de negócios, e depois se transferir para o Serviço Público,  é muitas vezes uma coisa perversa e antidemocrática.  Pode ser um grande vício!

Um Juiz é proibido de ter carreira privada (outra ocupação) justamente por isso, para que sua vida privada não venha contaminar sua consciência e suas decisões.

Nesse caso específico do Juiz da "Lava-Jato" sua identificação política com o PSDB e toda uma Rede de Relacionamentos com os atores (inclusive delatores) no passado e no presente se tornam incompatíveis.  ELE DEVE SER AFASTADO, EXISTE MUITO MAIS QUE RELACIONAMENTOS CONFLITANTES, EXISTE PROMISCUIDADE!

Todas estas distorções afetam a prestação da tutela jurisdicional, ferindo, portanto, o direito do cidadão de obter acesso a uma ordem jurídica justa. Também , vemos a necessidade de se estabelecer um complexo de regras e de cautelas, que afastem do seio da magistratura os incapazes.

O juiz Sérgio Moro é político, tem lado, tem partido e quer criminalizar o PT para derrubar do poder a presidenta Dilma Rousseff. É isso aí.

QUEM DEVE JULGAR OS JUIZES?
          Órgãos corregedores - Humanos são também os órgãos que, na carreira ou fora dela, irão julgar os juizes pelas suas faltas. Há falso entendimento de que a corregedoria atenta contra a independência do magistrado, ficando ele constrangido diante da ameaça de correção. Puro engano. O juiz probo não se constrange nem teme qualquer tribunal que porventura paire sobre sua cabeça. A justificativa para tais órgãos para os magistrados é a mesma para a existência dos tribunais para os jurisdicionados em geral. Se a justiça terrena é humana para julgar as falhas e os abusos dos cidadãos, estes também têm o direito de ver os seus julgadores responderem por suas possíveis faltas.

DECRETAÇÃO DA PERDA DO CARGO

O procedimento para decretação da perda do cargo, remoção ou disponibilidade de magistrado seguirá os passos seguintes:
  1. início pelo tribunal ou Órgão especial a que esteja subordinado o juiz, de ofício ou mediante representação dos órgãos indicados (Loman, art. 27);
  2. defesa prévia no prazo de quinze dias;
  3. convocação do Tribunal ou Órgão Especial no dia imediato, para que decida sobre a instauração do processo;
  4. decidida a instauração, distribuição e encaminhamento do feito, no mesmo dia, ao relator;
  5. afastamento do magistrado das suas funções, sem prejuízo dos vencimentos do cargo, se a medida for julgada necessária ou conveniente;
  6. provas requeridas ou determinadas pelo relator em vinte dias;
  7. finda a instrução, vista por dez dias ao órgão do MP e ao indiciado ou seu procurador, sucessivamente, para razões;
  8. julgamento em sessão secreta, relatório oral (relator);
  9. publicação da conclusão (somente) da decisão.
===========================================================
Veja o que o ex-PGR Antonio Fernando de Souza
denunciante do "MENSALÃO QUE NÃO EXISTIU"
DISSE SOBRE SITUAÇÕES DE IMPEDIMENTO:

Essa situação é de impedimento
(não depende da vontade do juiz)

OS CASO DE IMPEDIMENTO, DEVIDAMENTE ARROLADOS NA LEI,
PROÍBEM Q MAGISTRADO JULGUE!

Estou falando em termos gerais. 

Por Exemplo:
O MARIDO NÃO PODE DECIDIR CAUSAS EM QUE A ESPOSA É ADVOGADA OU PARTE.



JUIZ MORO ("LAVA-JATO") - IMPEACHMENT JÁ!

==============================
Não bastasse os Policiais Federais serem Aécistas
e Anti-Petistas (chamando Lula de "Anta")



Agora um juiz filiado ao PSDB
cuja esposa é advogada da Shell (concorrente da Petrobrás) e também do vice-governador do PSDB... 

Aí já é demais!!!!




Superintendência da PF do Paraná da Operação Lava-Jato
Funcionava como comitê de campanha de Aécio Neves (PSDB) +++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo desta quinta-feira (13). Os delegados federais responsáveis pela Operação Lava-Jato compunham uma espécie de comitê informal do candidato Aécio Neves à Presidência da República enquanto vazavam seletivamente para a imprensa dados do inquérito". 






Dois pesos, duas medidas:
Barros Munhoz (PSDB-SP) livrou-se da ação penal em que foi denunciado sob acusação de apropriação e desvio de recursos públicos por 33 vezes quando foi prefeito de Itapira (SP), entre 1997 e 2004. Munhoz foi beneficiado pela prescrição, pois completou 70 anos de idade no dia 26 de outubro de 2014.http://bemblogado.com.br/site/dois-pesos-duas-medidas/

Segundo o renomado jornalista e escritor Luciano Martins Costa, "os Policiais Federais responsáveis pela Operação Lava Jato, ao mesmo tempo que exaltavam o ex-candidato do PSDB à presidência, Aécio Neves, atacavam o PT, em especial, o ex-presidente Lula e a presidente Dilma Rousseff nas redes sociais, é um escândalo dentro do escândalo da Petrobras", desabafa. Segundo ele, "não há nada mais interessante" nos jornais de hoje do
que essa revelação. 

Nos posts, os policiais à frente da investigação chegaram a chamar à presidente Dilma de "anta", além de "xingamentos vulgares". Já para Aécio, derrotado nas eleições presidenciais, postaram "esse é o cara" em uma foto em que o tucano estava cercado de mulheres.

A revelação expõe a contaminação de toda uma superintendência regional da Polícia Federal por interesses externos ao da atividade policial, o que coloca em dúvida a qualificação de seus agentes para conduzir essa investigação, e, por consequência, de todo o noticiário que se seguiu". 

FONTE: http://www.jornali9.com/
http://www.jornali9.com/noticias/denuncia/estadao-superintendencia-da-pf-funcionava-como-comite-informal-de-aecio-neves#.VGY0Docz0l8.twitter
===========================================
Informante da Lava Jato é:

  1. suplente de Alvaro Dias
  2. parente do Juiz Moro, e 
  3. dono da Globo/PR
Segundo informações de pessoas próximas à Operação Lava Jato, o informante do Juiz Federal Sérgio Fernando Moro nas investigações seria Joel Malucelli, suplente do Senador Álvaro Dias (PSDB-PR).
Malucelli é dono da Rádio Globo Paraná, e da TV Bandeirantes Curitiba e Maringá, além de ser banqueiro, empreiteiro aonde tem participação em diversos pedágios no Paraná.

Entenda Aqui:
http://www.jornali9.com/noticias/denuncia/informante-da-lava-jato-e-suplente-de-dias-parente-de-moro-e-dono-da-globo-pr


PSDB RECEBEU 42% DAS DOAÇÕES DAS EMPREITEIRAS DA LAVA JATO! E AGORA, SÉRGIO MORO? O QUE VAMOS FAZER, TEORI ZAVASKI? #PSDBnaLavaJato

A descoberta da fatia de 42% do PSDB na Lava Jato pode ser mais útil do que se imagina. Estamos falando de um sistema no qual todos os partidos se envolvem na busca de recursos financeiros para tocar as campanhas. Todos. São as mesmas empresas, com os mesmos clientes
, com os mesmos doadores que se ligam às mesmas fontes. Isso quer dizer o seguinte: ou todos são tratados da mesma forma, conforme regra elementar da Justiça, ou teremos, na Lava Jato de 2015, o mesmo tratamento preferencial dispensado aos tucanos do mensalão PSDB-MG.

Não dá para dizer que um recebe “propina” e o outro ” verba de campanha,” certo?
 
"PML: PSDB recebeu 42% das doações das empreiteiras da Lava Jato. E agora, Moro?"
http://www.viomundo.com.br/politica/paulo-moreira-leite-psdb-recebeu-42-das-doacoes-das-grandes-empreiteiras-da-lava-jato-aos-partidos-e-agora-sergio-moro.html

==#==#==

Curta a página PeTistas de Coração

Use a hashtag #PeTistasdeCoração

Siga-nos no Twitter @PTdeCoracao

=@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@=

Quebrar a economia do país, em nome do combate à corrupção? 
Setores do MPF e do Judiciário, em nome do combate à corrupção, não se importam com o risco de falência de empresas fundamentais para o desenvolvimento do país? Com a paralisação de gigantescas obras de infraestrutura e a demissão de dezenas de milhares de trabalhadores? 
Ora, os prejuízos ao país em razão disso são imensamente maiores do que o montante denunciado até agora na Lava Jato (e ainda sem provas conclusivas).

Leia mais aqui:  
https://www.viomundo.com.br/denuncias/katia-gerab-na-esteira-da-lava-jato-halliburton-vem-ai.html


Moro mandou prender um almirante da Marinha brasileira, um engenheiro especializado em energia nuclear, um homem já com quase 80 anos por ter recebido em consultorias a empresas privadas R$ 4,5 milhões de reais em seis anos; quando ele mesmo com menos da metade da idade e especialização que o almirante Othon Pinheiro, ex-presidente da Eletronuclear, pode ter recebido no mesmo período R$ 5 milhões de reais.


https://alopresidentabr.wordpress.com/2015/07/30/2076/

=============================================================

JUIZ MORO É PODEr PARALELO

 ORQUESTRADO PELA GLOBO 

O deputado federal Zé Geraldo (PT-PA) protestou hoje contra o juiz Sergio Moro, do Paraná, a quem chamou de 'poder paralelo orquestrado pela Rede Globo'. Leia abaixo material distribuído por sua assessoria:
Deputado condena juiz Sérgio Moro por “prisões políticas” e  abuso de poder
Em discurso contundente na Tribuna da Câmara, na quarta-feira (15), o deputado Zé Geraldo (PT-PA)  afirmou que “ou reagimos contra este poder paralelo que vem trabalhando fortemente para desestabilizar nossa democracia, orquestrado pela Rede Globo – que lembremos, já apoiou a ditadura-, por parte de setores do Judiciário e pelos partidos derrotados na última eleição, ou o País pode chegar ao caos institucional”. 
Para o deputado, ao referir-se ao juiz Sérgio Moro, um juiz de primeira instância não pode mandar no país. “Ainda mais sabendo que este mando está firmado sobre uma coalizão informal que empurra o país a um abismo sem fim”, vaticinou. 
“Sob a desculpa de investigar atos de corrupção, uma operação sem fim vem causando prejuízos enormes ao país, quebrando empresas, produzindo um exército de desempregados e desfalcando dia a dia um dos nossos maiores patrimônios, a Petrobras”, disse.



By Mico-Leão-Dourado
//Luiz Carlos Tollstadius

4 comentários:

Diario de Senador Canedo disse...

Justiça na tucanalha, principalmente os que enxovalham ainda mais o poder judiciário.

MGP disse...

O Moro quer que seja tudo como o Mensalão do JB ...siples assim

MILTON CORREIA disse...

#explicamoraporquesopt

MILTON CORREIA disse...

#DesaTUCANAMoro